Saúde

Analamacia Brito

São Luis, Maranhão

Trajetória

A trajetória de Analamacia Brito na saúde pública começou com incentivo de uma tia enfermeira que a encorajou a estudar. A paixão pela profissão veio no ramo da Obstetrícia, onde se especializou em partos humanizados e no atendimento focado no protagonismo da mulher. Hoje, com 12 anos de atuação como profissional pública, a enfermeira é a responsável técnica da organização social que faz a gestão de maternidades no Maranhão.

O desejo de transformar era latente. Durante sua formação, Analamacia passava diariamente em frente à antiga Maternidade Marly Sarney, em São Luís do Maranhão; dizia que era lá onde iria trabalhar. “Algum dia”, repetia para si. Não tardou para que o sonho acontecesse, e a unidade de saúde se tornou o lugar em que teve seu primeiro emprego como enfermeira. Hoje, o hospital passou a se chamar Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão e é uma das cinco unidades que estão sob a gestão técnica de Analamacia.

A profissional pública sempre acreditou que era preciso um atendimento mais humano e próximo entre paciente e a equipe médica. Uma gravidez é um dos acontecimentos mais importantes na vida de uma pessoa e, por isso, se especializou em um acolhimento humanizado, proporcionando às famílias uma vivência respeitosa e segura. Porém, em alguns lugares em que trabalhou, as mães e gestantes tinham poucos direitos na hora do parto e durante o pré-natal. Analamacia, então, decidiu dedicar esforços para mudar esse cenário.

A enfermeira começou a incentivar outros colegas a se capacitarem em um atendimento que empoderasse as pacientes, dando a elas mais confiança e informações para decidir sobre seus corpos. O trabalho de Analamacia era cada vez mais baseados em evidências e focados no protagonismo da mulher, durante e depois da gestação. O esforço foi recompensado com bons resultados à saúde pública. As maternidades geridas por ela se tornaram referência em São Luís, atraindo inclusive usuárias de planos privados, que preferiram fazer seu pré-natal e o parto em unidades públicas — fortalecendo, assim, o Sistema Único de Saúde (SUS).

Além do acolhimento nas maternidades, Analamacia decidiu expandir os atendimentos para fora das unidades de saúde. Criou uma rede de apoio para mães, gestantes e familiares compartilharem suas vivências, dúvidas e experiências. Também organiza encontros e rodas de conversas sobre temas diversos, para informar e acolher ainda mais os pacientes em assuntos da gravidez, seja durante o pré-natal, o parto ou após a gestação.

Hoje, Analamacia trabalha para que mais maternidades públicas implementem o modelo de atendimento humanizado, oferecendo a todos um serviço de qualidade e acessível.

Carla Guaitanele – Finalista

Clique e confira essa historia